4 Motivos para medir a velocidade da internet

A velocidade da internet é um dos principais atributos que vai garantir sua satisfação enquanto navega na web. Então, é importante que você saiba medir a sua internet e há inúmeras ferramentas disponíveis na internet que funcionam como medidor de velocidade e que são bem úteis para tornar mais simples a vida do internauta.

Ter uma ferramenta de medição

Não depender da operadora de internet para saber a velocidade que realmente chega ao computador é essencial para a fiscalização do serviço contratado por parte do assinante do serviço.

A utilidade maior de um medidor de velocidade é garantir que o consumidor esteja recebendo em sua residência ou local de trabalho exatamente aquilo o que contratou. Há muitos casos em que a operadora de banda larga diz que a velocidade está normal quando o cliente liga para reclamar, e na realidade está bem abaixo do que deveria.

Não depender da companhia de internet para informações

Portanto, ter um instrumento independente de medição é uma necessidade básica do consumidor que está ciente de seus direitos perante a fornecedora do serviço de internet. A possibilidade de utilizar um medidor de velocidade que não seja controlado pela provedora é o que mantém o balanço do serviço.

Normalmente, o consumidor utiliza aquelas ferramentas de medição fornecidas pela operadora de banda larga, sem saber se o funcionamento é correto.  Não há como garantir a confiabilidade de um medidor de velocidade que deveria fiscalizar a mesma empresa que o mantém no ar.

Brigar por seus direitos

Os tribunais estão cheios de processos contra operadoras que não cumpriram aquilo acordado em contrato de prestação de serviços. Uma das reclamações mais comuns de quem contrata um serviço de internet, a cabo, de fibra ótica, de banda larga é sobre a discrepância entre a velocidade contratada e a velocidade que chega ao computador.

As operadoras de internet oferecem determinada velocidade para atrair clientes dispostos a assinar contrato. O que acontece depois é que a empresa assina com mais clientes que a sua estrutura suporta, não consegue cumprir com o acordado e acaba diminuindo a velocidade média dos clientes.

O consumidor precisa saber exatamente qual é a velocidade contratada e usar o medidor de velocidade para se certificar e comparar os valores com a velocidade que efetivamente chega até a residência.

Conhecer as taxas de velocidade

É possível fazer a medição pelo site Medidor de Internet e ficar por dentro das taxas de download, upload e o ping de sua internet. O Download é a velocidade com que o seu computador recebe os dados da internet. Já o Upload é o movimento contrário, é a velocidade com dos dados que o seu computador enviou para a internet.

O Ping é o tempo que o seu computador leva para enviar um pacote de dados para um destino e receber de volta. O destino pode ser outro computador, um servidor, um site da internet. Em termos básicos, quanto mais rápida é a conexão contratada, menor deve ser o valor do ping.

Com essas informações em mãos, você já é capaz de comparar a velocidade da internet recebida com a velocidade que consta no contrato com o serviço provedor de internet. Monitore constantemente essas taxas de velocidade pelo medidor de velocidade e faça valer seus direitos.

4 motivos para medir a velocidade da internet

A Conexão entre Percepção do Gosto e Obesidade

Na comunidade de médicos e no público geral, já ouvimos falar sobre as razões e causas da epidemia da obesidade. Genética. Migrações em massa para centros urbanos onde correntes de comida de plástico barata, com muitas calorias e nada saudável pode ser encontrada. Muito tempo sentado à frente de computadores e dispositivos móveis. Muitas crianças passam menos tempo ao ar livre e mais tempo online.

Estes exemplos são verdadeiros. Mas há outro elemento que não é tão discutido que nós todos possuímos: as nossas papilas gustativas.

Alimentação Saudável

Visto de uma maneira simples, faz todo o sentido. As nossas papilas gustativas estão relacionadas com o que comemos. Estes são responsáveis para perceber a diferença entre alimentos que sejam salgados, doces, azedos ou amargos. As papilas funcionam como um sistema de deteção de nutrientes, determinando quais os itens que são seguros ou nutricionais para o consumo. A conexão é óbvia. Ideal para uma alimentação saudável.

Mesmo assim só porque o nosso paladar ajuda-nos a saber quando gostamos de certos sabores ou alimentos, isso determina quem fica obeso?

Muitas fontes dizem que sim. Investigadores descobriram que pacientes obesos podem perder um bocado da sensibilidade do paladar. Os seus resultados sugerem que as pessoas com um paladar menos sensível podem procurar alimentos mais ricos em:

  • açúcar,
  • sal e
  • gordura, ou
  • ingerir mais calorias para ter o mesmo nível de satisfação de qualquer outra pessoa.

Outros estudos confirmam esta hipótese, anotando que qualquer irregularidade nas papilas gustativas pode contribuir para o excesso de ingestão de energia e obesidade. E mais, o nosso sentido de paladar, tem um papel importante no controlo e prazer do consumo de alimentos – e existe uma ligação direta entre o aumento do consumo, a diminuição do sabor e a obesidade.

Perda de Peso

Quer dizer que indivíduos acima do seu peso com papilas danificadas estão sem sorte? Nem por isso. Existe provas que o sabor muda com alterações do padrão da dieta, especialmente com sal e gordura.

E para nós que aconselhamos as pessoas que são obesas ou acima do peso normal, perceber a diferença entre os sabores pode dar a conhecer melhor sobre as causas do aumento de peso. Vai fazer com que seja possível perceber melhor sobre a fisiologia de uma pessoa e o conjunto completo de fatores que afetam a vida de ele ou ela, então o ideal é manter uma alimentação saudável.

Este tipo de conhecimento é essencial para percebermos sobre a crise da obesidade, porque persiste, e como abordá-la. Agora é uma questão de usar esta informação para melhorar a saúde das pessoas, o bem-estar e vidas.